Termos técnicos da Cinesiologia junto com Anatomia







O enfoque sobre a capacidade do osso para se adaptar, favoravelmente, às tensões impostas, não depende tanto da magnitude absoluta da força aplicada externamente como, também, (a) do torque, ou força multiplicada pelo comprimento do braço de alavanca, (b) da área óssea através da qual a força é transmitida e (c) da magnitude dos componentes de tensão, compressão, cisalhamento e curvatura desta mesma força.

O crescimento e desenvolvimento ótimo do esqueleto dependem particularmente da intervenção consistente e ininterrupta dos fatores gerais, num regime de vida sã, ou seja, livre de doenças debilitantes, de drogas e medicamentos nocivos, adequados os períodos intermitentes de sono e relaxamento e uma alimentação equilibrada. Estas condições são, particularmente, importantes no período compreendido entre a concepção e a maturidade e, também, durante a velhice.

Posição anatômica:

Cabeça: Em posição simétrica sobre o pescoço, sem inclinações; olhos dirigidos para diante; queixo não levantado nem abaixado; nariz plano mediano do corpo.

Corpo: O peso corporal transmite-se para baixo em linha imaginária perpendicular ao solo e que passa logo atrás da orelha, pela articulação do quadril, tangencialmente anterior ao joelho e logo à frente do tornozelo.

Pés: Dirigem-se para diante, sempre à frente.

Membros Superiores: junto ao corpo, estendidos, com as mãos rodadas de palmas para frente.

Planos Anatômicos Seccionais

São três os planos são fundamentais:

Planos Sagitais:

São planos verticais que passam através do corpo, paralelos ao plano mediano, que divide o corpo em dois lados – Direito e Esquerdo.

Planos Frontais (Coronais):

São planos verticais que passam através do corpo em ângulos retos com o plano mediano, dividindo-o em partes anterior (frente) e posterior (de trás).

Planos Transversos (Horizontais):

São planos que passam através do corpo em ângulos retos com os planos coronais e mediano. Divide o corpo em partes superior e inferior.

Os Planos Cardinais Corpóreos orientam a posição exata do eixo dos movimentos, assim, desta percepção, poder-se-á:

a. identificar, na sequência, os movimentos articulares envolvidos;

b. identificar e listar os músculos responsáveis para cada movimento;

c. Descrever as funções e tipos de contrações desempenhadas pelo músculo ou grupo muscular envolvido

d. Descrever as forças externas que agem nas articulações durante os movimentos;

e. Descrever as mudanças de função de cada músculo na sequência dos movimentos;

f. reconhecer movimentos que estão ocorrendo em uma cadeia cinemática;

g. Descrever a ação de uma determinado grupo muscular.haverá, assim, compreensão daquilo que acontece com as ações musculares durante um movimento ou exercício específico.

Eixos anatômicos:


Existem três eixos anatômicos, cada um associado a um plano de movimentação e perpendicular aquele plano:

Eixo transverso (latero-lateral): atravessa o corpo • de lado a lado, sendo perpendicular ao plano sagital.

Eixo ântero-posterior: atravessa o corpo da frente para • trás e está associado com a movimentação no plano frontal.

Eixo longitudinal: atravessa o corpo de cima para baixo, • sendo perpendicular ao plano transverso

Termos anatômicos:

Posição supina ou decúbito dorsal - o corpo está • deitado com a face voltada para cima.

Posição prona ou decúbito ventral - o corpo está • deitado com a face voltada para baixo.

Decúbito lateral - o corpo está deitado de lado.•

Anterior / ventral / frontal - na direção da frente do • corpo.

Posterior / dorsal - na direção das costas (traseiro).•

Superior / cranial - na direção da parte superior do • corpo.

Inferior / caudal - na direção da parte inferior do corpo. •

Medial - mais próximo do plano sagital mediano (linha sagital • mediana).

Lateral - mais afastado do plano sagital mediano (linha sagital • mediana)

Mediano - exatamente sobre o eixo sagital mediano. •

Intermédio - entre medial e lateral.

Médio - estrutura ou órgão interposto entre um superior e um • inferior ou entre anterior e posterior.

Proximal - próximo da raiz do membro. na direção do tronco. •

Distal - afastado da raiz do membro. longe do tronco ou do • ponto de inserção.

Superficial - significa mais perto da superfície do corpo. •

Profundo - significa mais afastado da superfície do corpo. •

Classificação dos movimentos nas articulações:

Flexão: movimento de inclinação que resulta em diminuição • do ângulo da articulação pela aproximação dos ossos.

Extensão: movimento de alongamento que resulta em • aumento do ângulo da articulação pela separação dos ossos.

Abdução: movimento lateral afastado da linha média do • tronco.

Adução: movimento feito medialmente em direção à linha • média do tronco.
circundução: movimento circular de um membro. •

Abdução diagonal: movimento de um membro num plano • diagonal, afastando-se da linha média do corpo.

Adução diagonal: movimento de um membro num plano diagonal na direção da linha média do corpo.

rotação externa (lateral): movimento rotacional em • torno do eixo longitudinal de um osso, afastando da linha média do corpo

rotação interna (medial): movimento rotacional em • torno do eixo longitudinal de um osso em direção à linha média do corpo

Para finalizar, se você saber mais sobre esse assunto, tem o Curso de Cinesiologia  oferece ao profissional de Educação Física e Fisioterapia conhecimentos sobre a origem da cinesiologia, Planos e eixos, articulações, músculos, análise cinesiológica e muito mais. Clique aqui e saiba mais!



Trago soluções para sua carreira na Fisioterapia:




Comente:

Nenhum comentário